Comprar ou consumir de uma maneira responsável, ou seja, levar em consideração todos os fatores que envolvem esse hábito. Assim é o consumo consciente. Uma maneira de agir que muitos estão aderindo nos dias atuais. Podemos dizer que, isso é para tudo. Seja um alimento ou mesmo uma compra.

Quando consumimos sem controle existe um desequilíbrio, seja ele, no organismo ou nas finanças. Muitos não tem noção, do consumo , pois usam essa estratégia como uma forma de prazer. É anestesiar uma dor, compensar com algo que lhe dá prazer. Funciona como um mecanismo de fuga. Resumindo, passamos a sentir prazer em sofrer e assim vamos compensando nossas dores, nossos sofrimentos e etc.

O lema é escolher pensando não só em si, mas em toda a relação que aquele produto tem com o mundo. Dando equilíbrio entre o bem-estar pessoal e a sustentabilidade. Isto porque o consumismo vem crescendo cada vez mais, aumentando assim os impactos tanto à vida pessoal como no coletivo e à natureza.

O consumo consciente então é um hábito que pode ser adquirido com atitudes simples, sem largar mão do conforto, como por exemplo: poupar água ou economizar energia. É uma ação “clichê”, mas que faz muita diferença: fechar a torneira enquanto se está escovando os dentes ou deixar apenas a luz acesa do cômodo no qual está ocupado.

Outra dica é utilizar sacolas retornáveis. Sabe quando você termina de guardar as compras e sobra aquele monte de sacolas plásticas? Então, elas podem ser substituídas por uma sacola de pano. Abandonar a sacola de plástico é abandonar também 450 anos de decomposição, poluição, e o entupimento de bueiros.

O consumo individual deve ser explorado de maneira que, ao comprar roupas e outras mercadorias, haja uma reflexão para saber se aquilo será mesmo útil, se há necessidade daquela compra, pensando no consumo consciente. Compro porque realmente preciso, ou só por prazer em comprar?

É no dia a dia que fazemos a diferença e aquele pensamento de “ah, mas só minha atitude não muda nada” ou “é só um docinho” pode colocar tudo a perder e ainda te colocar em um circulo vicioso, e aí, vai tomando uma proporção maior a cada dia. A mudança já é transformar esse tipo de pensamento.

E você, qual hábito nocivo quer eliminar da sua vida?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *